Sinteps cobra da Superintendência flexibilização na abertura de novas turmas. Momento exige sensibilidade e respeito ao papel da escola pública

Na reunião realizada no dia 28/7/2020, os diretores do Sinteps cobraram da superintendente do Centro Paula Souza, professora Laura Laganá, uma maior flexibilização nas regras para abertura de turmas, especialmente nas ETECs, que exigem o requisito de 1,5 inscritos por vaga. Na ocasião, a superintendente afirmou que a CETEC estava analisando todos os casos, com o intuito de garantir o funcionamento das turmas.

Ocorre que o Sinteps está recebendo várias queixas de professores, tristes relatos que informam casos em que turmas com mais de 30 inscritos estão sendo negadas. Há situações de turmas com índices superiores a um por vaga sendo rejeitadas.

Afinal, é essa a flexibilização sinalizada, professora Laura?

O Sinteps cobra da Superintendência consideração aos alunos que, mesmo com todas as dificuldades, inscreveram-se no Vestibulinho para batalhar por um futuro melhor. É inaceitável negar a estas centenas de estudantes, especialmente em tempos de pandemia, o direito à profissionalização e a uma escola pública de qualidade. Trata-se de um ataque ao papel social das nossas ETECs.

Professores, diretores, servidores, estudantes e comunidade devem se unir e promover uma forte e urgente campanha agora. Encaminhe e-mails à Superintendência.

Endereço: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Sugestão de conteúdo:

Assunto: Abertura das turmas nas ETECs

Texto:

Prezada Profa. Laura Laganá,

 

Pedimos que mantenha o papel cidadão da nossa instituição neste momento tão difícil de pandemia, flexibilizando as regras e garantindo a abertura das turmas neste meio de ano.

 

Atenciosamente,

xxxxxxxxxxxxxxxxx