Reforma do EM: Estudantes fazem ato com 3 mil na Paulista. Dia 30/8, todos pelo “Derruba, STF”

A luta contra a reforma do ensino médio ganhou as ruas de São Paulo nesta quinta-feira, 16/8. Cerca de três mil estudantes, vindos de ETECs e escolas estaduais da Grande São Paulo, ocuparam a Avenida Paulista e seguiram em passeata até a Assembleia Legislativa. A atividade foi convocada pela União Municipal dos Estudantes Secundaristas (UMES/SP).


Com a palavra de ordem “1, 2, 3... 4, 5 mil, ou param a reforma ou paramos o Brasil”, eles tinham como principal reivindicação a revogação da MP do Ensino Médio, aprovada pelo governo Temer no ano passado. Já batizada pelos estudantes como “Deforma”, a medida cria a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio, que reduz a carga horária para 1.800 horas, mantém como obrigatórias somente as matérias de Português e Matemática, e abre espaço para parte do conteúdo ser ministrado à distância. O resultado da “Deforma”, como é fácil imaginar, é o esvaziamento do currículo, o empobrecimento da formação dos estudantes e a demissão de professores.


Para que a “Deforma” comece a vigorar em 2019, é preciso que a BNCC seja aprovada ainda este ano.


André Gambini, presidente do Grêmio da ETEC Getúlio Vargas, de São Paulo, avalia como excelente este primeiro grande ato nas ruas da capital. “Queremos derrubar essa reforma do ensino médio, que reduz as matérias do núcleo comum e deve retirar até o almoço dos alunos, a partir das novas modalidades enxutas que querem criar. Isso vai fazer com que entrem cada vez menos estudantes de escolas públicas nas universidades públicas, que são as melhores, empurrando aqueles que tiverem condições de pagar para as universidades particulares”, argumenta André. Ele convida os estudantes das demais ETECs a se somarem à mobilização e a engrossarem a luta (clique aqui para conferir carta de repúdio à reforma escrita pelos alunos da GV).


Na ETEC Lauro Gomes, de São Bernardo, professores e estudantes também estão mobilizados, realizando reuniões para explicar à comunidade escolar o significado da reforma e os riscos para a sociedade.


Outra pauta importante na manifestação realizada em 16/8 foi pela aprovação da bolsa auxílio proposta pelo atual governador, Márcio França. O projeto, que prevê bolsa auxílio a 2.000 estudantes das ETECs e FATECs, está obstruído pelo deputado Marco Vinholi (PSDB), impedindo sua votação na Assembleia Legislativa.

 

Derruba, STF!

No dia 30/8/2018, entrará em pauta no Supremo Tribunal Federal (STF) a Medida Provisória 746/2016 – a MP do ensino médio. O STF deverá julgar ação impetrada pelo PSOL em 2017, argumentando que a Constituição Federal é clara ao estabelecer que uma medida provisória só pode ser editada pelo presidente da República em caso de “urgência” ou “relevância” do tema. Além disso, o partido argumenta que a reforma contraria princípios constitucionais e o direito fundamental à educação.


O Sinteps criou uma petição online – “Derruba, STF! Abaixo a MP da ‘Deforma’ do Ensino Médio”. Entre aqui e assine. Além disso, compartilhe com seus amigos e conhecidos. O Sinteps está pedindo às entidades sindicais e estudantis (Apeoesp, grêmios, UBES, UPES, UMES etc.) que a divulguem também. O endereço para acesso é: http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR107544

 

Mande informes e fotos

Se estão acontecendo atividades de reação à reforma do EM em sua unidade, mande para o Sinteps divulgar, pelo Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Veja fotos da manifestação em 16/8, recebidas pelo Sinteps da UMES/SP (clique para ampliar)

 

Reforma do EM: Estudantes fazem ato com 3 mil na Paulista
Reforma do EM: Estudantes fazem ato com 3 mil na Paulista
Reforma do EM: Estudantes fazem ato com 3 mil na Paulista
Reforma do EM: Estudantes fazem ato com 3 mil na Paulista
Reforma do EM: Estudantes fazem ato com 3 mil na Paulista
Reforma do EM: Estudantes fazem ato com 3 mil na Paulista
Reforma do EM: Estudantes fazem ato com 3 mil na Paulista
Reforma do EM: Estudantes fazem ato com 3 mil na Paulista
Reforma do EM: Estudantes fazem ato com 3 mil na Paulista
Reforma do EM: Estudantes fazem ato com 3 mil na Paulista