No dia 17/10, diretores do Sinteps participaram de uma plenária do funcionalismo estadual paulista, realizada na Assembleia Legislativa.


O auditório Franco Montoro, na Alesp, ficou lotado com servidores de dezenas de categorias do serviço público. Durante a plenária, foi reafirmada a importância da participação massiva das categorias do funcionalismo nas atividades de 27/10, “Dia de Mobilizações e Paralisações do Funcionalismo no estado de São Paulo”. Várias categorias – como os professores estaduais – já aprovaram a paralisação.


A força da plenária já conquistou dois avanços: a retirada do caráter de urgência na tramitação do PL 920 e a realização de uma audiência pública sobre o projeto, em 26/10, quinta-feira, 15h, no plenário JK da Alesp.


A reação tímida dos trabalhadores tem permitido uma sequência infernal de ataques vindos de Brasília, como a reforma trabalhista, a lei da terceirização, a reforma do ensino médio, a proposta de lei para demitir servidores “mal avaliados”, a ameaça de reforma da Previdência, entre outros. Apesar de estarem com a lama da corrupção até o pescoço, o ilegítimo governo Temer e a maioria do Congresso Nacional estão bem à vontade para atacar direitos que a classe trabalhadora conquistou ao longo de décadas de muito suor e luta!


Na esteira de Brasília, o governador Geraldo Alckmin também se apressa para dar a sua “contribuição”. No dia 5/10, ele enviou à Assembleia Legislativa o PL 920/2017, o chamado “PL da maldade”, que formaliza a renegociação da dívida de São Paulo com a União, ampliando o prazo de pagamento. Em contrapartida, o estado se compromete a cumprir as exigências do governo federal que implicam em limitação drástica dos investimentos em saúde, educação etc., congelamento de salários e de evolução funcional, entre outros ataques ao funcionalismo paulista.


Mais detalhes sobre o PL 920 você confere no Boletim do Fórum das Seis, de 18/10/2017 (Clique aqui).

 

No Centro, arrocho salarial e ataque às condições de trabalho

Não bastasse estarmos com os salários arrochados, sem alteração salarial há três anos – a recente equiparação do pessoal técnico-administrativo à Lei 1.080/2008 foi o único e importante avanço neste período – ainda temos algumas iniciativas do Centro Paula Souza/Governo Alckmin bastante danosas, como é o caso do início da implantação da reforma do ensino médio em nossas ETECs, sem qualquer discussão com a comunidade acadêmica, o que pode trazer demissões e queda drástica na qualidade dos nossos cursos (para entender, clique aqui e leia matéria específica).


E, agora, vem o malfadado “PL da maldade” de Alckmin. Temos que reagir!

 

Mobilização, já!

As centrais sindicais e as entidades sindicais do funcionalismo paulista convocam os servidores a reagirem. O chamado é por um dia de paralisação em todo o estado, em 27/10 (véspera do Dia do Servidor Público).


O “Dia de Mobilizações e Paralisações do Funcionalismo no estado de São Paulotem como objetivo impedir o andamento do PL 920 e denunciar os ataques que os serviços públicos e os servidores vêm sofrendo. Estão sendo programadas manifestações em diferentes pontos do estado e um grande ato na Avenida Paulista, em São Paulo, em frente ao escritório da Presidência da República, a partir das 16h. 


Também está sendo preparada outra data de mobilização, em 10/11 (aguarde detalhes em breve).


O Sinteps propõe que os trabalhadores do Centro participem da paralisação em 27/10: contra o PL 920/2017, contra a reforma do Ensino Médio, contra a reforma trabalhista e a terceirização, por reajuste salarial e atendimento das nossas reivindicações e contra todos os ataques aos servidores e ao serviço público.


Diretores do Sindicato já estão realizando reuniões em unidades em várias partes do estado. No entanto, a base da categoria é muito grande, espalhada em cerca de 300 unidades, e não é possível aos diretores cobri-las em tempo curto.


Se na sua unidade não há diretor de base do Sindicato, discuta com os colegas a importância de aderir. Informe a posição de sua unidade para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..