20/6, terça, é dia de “Esquenta Greve Geral”. Em São Paulo, ato será na Sé

O Sinteps reforça aos trabalhadores do Centro Paula Souza a importância de adesão à nova greve geral convocada pelas centrais sindicais - CUT, UGT, Força Sindical, CTB, Nova Central, CGTB, CSP-Conlutas, Intersindical, CSB e A Pública-Central do Servidor – para 30 de junho.


Após as manifestações de março, a greve geral de 28 de abril e a marcha em Brasília em 24 de maio, o objetivo é dar continuidade à luta em defesa dos direitossociais e trabalhistas, contra as reformas trabalhista e previdenciária, contra a terceirização e pelo #ForaTemer.


No calendário de luta, as centrais também convocam para o dia 20 de junho o “Esquenta Greve Geral”, um dia de mobilização nacional contra as reformas trabalhista e da Previdência, rumo a uma nova greve geral. O Sinteps indica aos trabalhadores que se somem às atividades previstas em cada cidade, em conjunto com outros sindicatos e movimentos sociais, para este dia. Na capital, o ato será na Praça da Sé, no centro da cidade, a partir das 17h. Informe-se sobre as atividades na sua cidade.


O “Esquenta Greve Geral” acontece na semana em que as comissões de Assuntos Sociais (CAS) e de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado votarão o relatório sobre a reforma Trabalhista feito pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES). Depois, o texto seguirá para aprovação no plenário da Casa. A previsão é que o texto vá a plenário antes do dia 30 de junho. Até lá, a CUT, demais centrais e os movimentos sociais avaliarão os próximos passos na luta contra os desmontes.


Clique aqui para baixar o folheto conjunto das Centrais Sindicais